terça-feira, 26 de agosto de 2014

Agenda na Bienal de São Paulo


Amanhã, dia 27, às 11h, estarei no estande da SME, para uma conversa risonha e franca sobre a poesia que se esconde "Lá detrás daquela serra". E como um assunto puxa o outro, falarei sobre cultura popular brasileira, cordel e o que mais couber no balaio. 

Desde já, agradecido à Editora Peirópolis pelo convite.




E, no mesmo dia, às 15, no estande da editora DSOP, será lançado o livro Brasil 12 × 12 Alemanha. Abaixo, o texto de divulgação publicado na fan-page da editora no Facebook: 

A Editora DSOP apresentará ao público na 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo "Brasil 12 × 12 Alemanha", obra que promove um encontro entre 12 dos mais importantes nomes da literatura infantil brasileira e 12 dos mais interessantes ilustradores alemães da atualidade. Com organização de Hedi Gnädinger. O livro tem apoio cultural do Instituto Goethe, que traz o ilustrador Matze Doebele para o lançamento, no dia 27 de agosto, às 15h, no estande da casa editorial no evento.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Um dia para não se esquecer na Cortez



Sábado, a partir das 11h, foi descerrada a cortina do último dia de atividades do Cordel da Cortez, em sua nona edição. E o dia começou com o lançamento de mais um livro pela Cortez Editora, Quem conta história de dia cria rabo de cutiaescrito por mim e ilustrado por Claudia Cascarelli. Com boa presença de público e contações a cargo de Monalisa Lins, Penélope Martins (rimou!), num momento, e de Valdeck de Garanhuns, fechando a atividade, foi uma boa oportunidade para rever muitos amigos e conhecer outros tantos (ver fotos abaixo).

À tarde, a partir das 16h, o evento recomeçou com intervenções poéticas e musicais, além da reprise da contação do Teatro de Gaia sobre o meu livro Os 12 trabalhos de Hércules, também da Cortez, para um grande e atento público. E teve mais: lançamentos de Moreira De Acopiara (A Divina Comédia em cordel), pela Editora Nova Alexandria, de Juliana Gobbe (a bela coletânea de poemas Óculos de marfim) além de Ôxe! - Dicionário de Palavras e Expressões Usadas no Seridó Oriental, dos autores Adelson Aprígio e Maria Maria. 



O sarau lítero-musical, coordenado por Moreira de Acopiara, contou com as vozes e os talento de Luiz Carlos Bahia, Téo Azevedo, João Batista Cidrão (filho de Patativa do Assaré), Anísio Clementino, Luiz Wilson e Djanira Feitosa. Contou ainda com o improviso de Sebastião Marinho e de Mocinha da Passira, além da participação do jornalista e poeta José Nêumanne Pinto.



Obrigado a toda a equipe da Livraria Cortez, especialmente ao comandante Ednilson Xavier. Obrigado, Valdeck, meu irmão querido, Penélope e Monalisa, minhas parceiras e irmãs, por abrilhantarem a culminância de mais um projeto

Abaixo, imagens do lançamento:

Penélope Martins conta e encanta na manhã-tarde da Cortez.
Com o amigo Wagner Miranda.
Ednilson Xavier abre oficialmente o evento.
Claudia Cascarelli e Lucíola Moraes, da editora Duna Dueto.
Nas boas companhias de Duda Albuquerque, Claudia Cascarelli,
Penélope Martins e Marco Antonio Godoy.
Claudia Cascarelli e o consagrado cordelista João Gomes de Sa´.
Ju Montal e seu pequeno Pedro.
Luciana Gandelman, João Gomes de Sá,
Valdeck de Garanhuns e o autor do livro.
Com o amigo cordelista Pedro Monteiro.
Mestre Valdeck de Garanhuns em performance inspirada.
Autografando o exemplar do grande brasileiro
Audálio Dantas e de sua filha Mariana.
Pedro Ivo, meu garoto-propaganda.
Com a amiga Marli Azevedo.
Com o professor Sergio Bairon, da USP. e sua linda prole.
 Audálio Dantas, Pedro Monteiro e Moreira de Acopiara.
Com o escritor Marciano Vasques e o mestre Valdeck.
Oswaldo Alvarenga e José Santos, amigos e parceiros.
Conversa animada com a amiga escritora Selma Maria.
Claudinha autografa para leitores mirins.
Valdeck em ação.
Com Nireuda Longobardi, Valdeck, Claudia e Regina Drosina.
Autografando o exemplar do amigo Luiz Carlos.
O casal Evelson Freitas e  Monalisa Lins
(que folheia o meu livro Contos folclóricos brasileiros)
 com Júlia Xavier.
Contação com Monalisa e Evelson.
Com a amiga Margarete Barbosa.


Para ver as fotos da abertura no sábado 9, vá à página do Barulho de Água, que fez bela cobertura da atividade. 

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Lançamento na Cortez terá contação com Valdeck de Garanhuns

Lançamento!
Sábado, 16 de agosto, a partir das 11h, será lançado, na Livraria Cortez, o livro Quem conta história de dia cria rabo de cutia, de minha autoria, ilustrado por Claudia Cascarelli. O lançamento abre o último dia do tradicional evento Cordel da Cortez e, além da culinária do Nordeste, terá o mestre do teatro de mamulengo Valdeck de Garanhuns como anfitrião e, claro, contador de histórias.
Mestre Valdeck de Garanhuns
Publicado pela Cortez Editora, Quem conta história de dia cria rabo de cutia é uma celebração da infância, da arte de contar (e ouvir) histórias e dos laços familiares. Escrito em quadras, a história brinca com a antiga superstição e faz uma rápida incursão pelo mundo fantástico das narrativas orais e da literatura de cordel.















De vez em quando retorno
No tempo, sem retornar.
Quero dizer que viajo,
Mas não saio do lugar.

Nessas viagens que faço,
Entro no trem da saudade,
Que corre sempre ao contrário
Dos trens da grande cidade.

A viagem dura pouco,
Pois, apesar da distância,
O pensamento conduz
Para a Estação da Infância.

E, assim que chego, me vejo
Correndo livre nos campos,
Onde a noite é governada
Pela luz dos pirilampos.

O quê?
Lançamento do livro  Quem conta história de dia cria rabo de cutia

Quando?
Sábado, 16 de agosto, às 11h.

Onde?

Livraria Cortez, rua Monte Alegre, 1074 (Perdizes).

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Nova Alexandria celebra e é celebrada pelo cordel


No último sábado, 2 de agosto, a editora Nova Alexandria celebrou o Dia do Cordelista e, de quebra,lançou dois novos títulos na premiada coleção Clássicos em Cordel. Um deles foi A metamorfose, de Franz Kafka, escrito pelo mestre de cerimônia da noite, João Gomes de Sá. Outro, A volta ao mundo em oitenta dias, marca a estreia de Pedro Monteiro na literatura infantojuvenil, relendo a clássica aventura de Júlio Verne. De minha autoria, A roupa nova do rei (ou O encontro de João Grilo com Pedro Malazarte), ilustrado por Klérvisson Viana, é mais voltado para o público infantil.

Ao palco montado no terreiro (ou gramado) da editora compareceram grandes artistas, a exemplo da exuberante Socorro Lira, e dos talentosos Aldy Carvalho, Ibys Maceioh, Luiz Carlos Bahia (e seu filho Luian), Luiz Wilson e Inimar dos Reis. Fecharam, com chave de ouro, a festa mestre Valdeck de Garanhuns e o repentista Sebastião Marinho, que improvisou o “Coqueiro da Bahia”, modalidade com que os cantadores se despedem do público.

A plateia eclética reuniu os autores da Clássicos em Cordel, Moreira de Acopiara, Cícero Pedro de Assis e Varneci Nascimento, além de João Paulo Resplandes. Audálio Dantas, idealizador e curador do histórico evento Cem Anos de Cordel, realizado em 2001, também marcou presença, em companhia de sua filha Mariana. Por lá passaram também os escritores Myriam Chinali, Juliana Gobbe, Mustafa Yazbek, André, J. Gomez, Marciano Vasques, além de Jeosafá Fernandez e Celso Alencar e do ilustrador Julio Caramez. Por lá passou também a veterana cordelista Djanira Feitosa, que veio de Acopiara, Ceará, para participar de atividades ligadas ao cordel em São Paulo. Amigos como Rúbia Tobias, Patrícia Magalhães, mauro Viana, Luciana Pardim, Carol Tenório, Laurinda Morais, Andrea Régis, Wanderson Nicoló, Madalena Bezerra, Gilberto Nascimento, Sann Mendes, Wagner Miranda, Rodrigo Fidalgo, entre tantos outros, ajudaram ainda mais a colorir o já colorido mundo do cordel àquele dia.

Um evento que celebrou a poesia, a música, a arte enfim, numa tarde-noite para não se esquecer.

Parabéns à Nova Alexandria na pessoa de sua diretora Rosa Zuccherato, por abrir mais uma vez as portas à nossa literatura de cordel. 

João Gomes e Claudevan Melo
Valdeck e seu boneco benedito: garantia de boas risadas
Inimar dos Reis e Ibys: dupla afinada
João Gomes de Sá, pedro |Monteiro,
Socorro Lira e Marco Haurélio
Élia Azevedo, Pedro, Conceição e Jandira
Pedro e Varneci
Plateia ecletica.
Pedro e Luiz Wilson
Com o grande brasileiro Audálio Dantas
Mariana Dantas, Sebastião Marinho, João Gomes de Sá,
Moreira de Acopiara, Ibys Maceioh, Valdeck, Audálio, Inimar,
Luiz Carlos Bahia. Sentados: Claudevan Melo e Marco Haurélio
Celso Alencar e Pedro Monteiro

O repente certeiro de Sebastião Marinho
Socorro Lira e Lucélia
Encontro de poetas
Valdeck declama acompanhado por Luian
Juliana Gobbe aguarda autógrafo de Pedro Monteiro
Conversando com Manassés, Djanira Feitosa e Mauro Viana
Com Marciano Vasques, Moreira de Acopiara e Cícero Pedro de Assis