segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Tarde encantada na Livraria NoveSete

Com Taisa Borges e o cordelista Pedro Monteiro
Mais um passo de uma caminhada há muito iniciada, mas ainda longe do fim. E lá, mais uma vez, estavam os amigos, antigos e novos. Escritores, editores, contadores de histórias. Lá estavam as crianças. Lá estava Téo Azevedo cantado o sertão-mundo de Guimarães e de todos nós. Lá estavam as adivinhas, trovas e cirandas reveladas pelo multicolorido guarda-chuva de Monalisa Lins. Lá estava a companheira Lucélia em sua estreia como com contadora e brincante. Lá estava Taisa Borges, que tão bem entendeu a proposta do livro e a traduziu em imagens tão sugestivas quanto belas.

Neste 12 de outubro do Ano do Senhor de 2013, um novo ciclo se inicia. O caminho será o mesmo, mas alguns caminhantes ficaram para trás e outros já se achegaram, com olho novo e alma nova.


A todos que foram, e aos que gostariam de ter ido mas não puderam, minha gratidão. 

Lene Pereira e seu esposo Daniel
Rogério Soares e Marciano Vasques
Roda de versos, cirandas e adivinhas
Com a professora Caroline, da escola Bernardo O'Higgens
Lucélia Borges, Téo Azevedo e Monalisa Lins.
Costa Senna e Pedro Monteiro
Cléber, Dayane, Téo, Monalisa e Lucélia
Com a amiga Marli Jácomo e Taisa Borges






Um comentário:

PedrO MonteirO disse...

Pois é Dom Marco!
Foi mais um importante evento que reuniu fazedores das diversas formas artísticas.